IMAGENS

IMAGENS
IMAGENS

sábado, 3 de abril de 2010

REPERCUSSÃO


Eventos
25/09/09 19:36
6º Ginga Terapia
Nos dias 25 e 26 de setembro, terá o 6º Ginga Terapia – Encontro e Seminário Nordestino de Capoeira Inclusiva, realizado pela Associação Pestalozzi de Maceió e o Grupo de Capoeira Muzenza. A programação terá início na sexta-feira às 19h, no Centro Inclusivo Genilda Porto no
Farol em Maceió, e no sábado as atividades inciam às 8h.
As inscrições custam R$10, e os participantes têm direito a camisa e o almoço no sábado. Mais informações: 8831-5750 / 9171-8737.



Copa de capoeira reúne atletas portadores de necessidades especiais
28 de janeiro de 2006
Elaine Rodrigues

Cerca de 50 atletas se reuniram no Pavilhão do Basquete, no Jaraguá, para a 2ª Copa Pestalozzi de Capoeira Especial. A atividade teve o objetivo de reunir os portadores de necessidades especiais, que ainda são discriminados no mercado de trabalho.
O evento ocorreu nesta tarde, com a participação do Grupo Muzanza de Capoeira e da Federação Alagoana de Capoeira. A atividade também é parte do projeto Férias Terapêuticas Legais, promovido pela Associação Sociedade Pestalozzi de Maceió.
“A atividade promove a inclusão social, trabalha a auto-estima e também o desenvolvimento cognitivo e pedagógico”, explica o professor Antônio Sérgio de Araújo Mendonça.
Há três anos ensinando as turmas da instituição, o professor diz que o trabalho é gratificante, como também explica o coordenador do núcleo de jovens e adultos, Jorge Porto. “Estou há dez anos na instituição e adoro o que faço. No ano passado, colocamos cinco pessoas no mercado de trabalho, é o resgate da cidadania”, diz.


Saúde
Pestalozzi inaugura I Centro Inclusivo de Maceió
14 de setembro de 2006
Da Redação
Cerca de 300 pessoas, entre pacientes, familiares, médicos e voluntários, participaram, na tarde de hoje, da inauguração do Centro Inclusivo Genilda Porto, no Farol. A ação foi realizada pela Associação Pestalozzi de Maceió e tem o objetivo de buscar a inclusão dos deficientes, na sociedade, através da educação, saúde, esporte e cultura.
Segundo o presidente da Pestalozzi, Renato Soares, o novo espaço poderá comportar aproximadamente 300 pacientes especiais, entre jovens e adultos. “Essa é uma novidade no estado, onde aliamos os desempenhos pedagógicos, artísticos com a qualificação profissional e reabilitação dos pacientes”, diz.
No local estão sendo oferecidos cursos de Educação Profissional, de Jovens e Adultos, Informática Educativa, Ballet, Coral, Teatro, Basquete, Natação, Capoeira, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Odontologia, Clínica Médica, Enfermagem e Serviço Social.
De acordo com a professora de Ballet, Ana Rodrigues, a idéia do novo centro é importante para reabilitação dos pacientes e em pouco tempo de atividade já é notória a evolução das bailarinas. “Estou há quatro meses fazendo esse trabalho com pacientes especiais e noto a dedicação de cada menina que participa do Ballet. Sou bailarina a mais de 30 anos e pela primeira vez, trabalho com uma turma totalmente especial. Todos os dias, aprendo um pouco com cada uma e tento ao máximo repassar minhas experiências a essas garotas”, diz.
Para a dona-de-casa, Maria José Barbosa, que tem uma filha com deficiência mental, a nova casa poderá ajudar na integração de Mônica Moura, de 21 anos, ao convívio social e desenvolver atividades importantes. “Minha filha freqüenta a Pestalozzi há 8 anos e com o novo modelo irá motivá-la a realizar tarefas sem a ajuda da família. Incentivando a coordenação motora e aprendendo sobre arte e cultura”, afirma.

REFERÊNCIA: www.alemtemporeal.com.br; cepaQuilombo.blospot; cojira-al.blogspot.com; www.portalcapoeira.com; www.ufal.br; www.alagoas24horas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário