IMAGENS

IMAGENS
IMAGENS

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Capoeira é discutida em audiência na Câmara de Maceió

Pelo quarto ano consecutivo, a Câmara Municipal de Maceió realizou nesta segunda-feira (18), uma audiência pública em homenagem ao Dia Municipal da Capoeira e do Capoeirista, comemorado no dia 3 de agosto. A sessão foi uma proposta da vereadora Tereza Nelma (PSDB), que ressaltou a importância de construir ações afirmativas que tragam respeito e dignidade ao povo maceioense. “As audiências públicas têm o objetivo de abrir um diálogo com os grupos envolvidos na temática e busca legitimar a luta junto à sociedade”, justificou. Tereza Nelma afirmou que o Poder Público precisa estar unido com a sociedade com o objetivo de estabelecer uma relação de respeito à Capoeira, uma arte multidimensional, que representa dança, luta, jogo, música e que ainda contribui para a boa saúde. Mestre Tatu agradeceu a iniciativa da vereadora Tereza e lamentou a falta de regulamentação da profissão, ressaltando as dificuldades enfrentadas pelos profissionais em Capoeira. Em sua fala, Mestre Cláudio explicou a formação e a capacitação para atuação da Capoeira no ambiente escolar. “É preciso trabalhar a capoeira principalmente como terapia para crianças. Ela acalma, transforma o comportamento violento em lúdico”. Instrutor Bujão falou da utilização da Capoeira na promoção da saúde e do bem-estar. “A Capoeira quando praticada adequadamente, pode proporcionar para pessoas de diferentes idades benefícios nas dimensões biopsicossociais”, disse. Ele falou ainda sobre Projeto Ginga Terapia, que tem como lema a “Arte terapêutica de se sentir bem”. O projeto promove a saúde e a qualidade de vida de seus praticantes. Denis Angola utilizou a tribuna para ressaltar o diálogo e a interlocução do Poder Público e a Capoeira discutindo formas para que projetos e programas do Governo facilitem a atuação dos grupos nos bairros. O presidente da Fundação Municipal de Apoio à Cultura (FMAC), Vinicius Palmeira, também participou da audiência. Ao fazer uso da palavra, ele disse considerar a Capoeira como um Esporte Arte e destaca seu espaço permanente no Conselho de Política Cultural. Além disso, ele destacou o projeto da Fundação que leva rodas de capoeira para todos os bairros da cidade. “Precisamos buscar emendas para disseminar o trabalho, iniciando com a fase de capacitação, a reciclagem dos profissionais para enfrentar o dia-a-dia”, disse. Outro secretário municipal presente foi Antônio Moura, de Esporte e Lazer. Ele deixou claro que a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer está de portas abertas para o diálogo com as federações, para que assim possam encontrar novos caminhos para difundir a Capoeira. Adriana Toledo, secretária Executiva do Gabinete do Prefeito e presidente do Comitê Gestor do Juventude Viva, parabenizou iniciativa da vereadora Tereza Nelma e destacou o poder transformador da Capoeira. “Nós reconhecemos a Capoeira como um instrumento transformador importantíssimo e iremos fazer de tudo para que esse esporte cresça”, afirmou. Tereza Nelma destacou ainda outro importante ponto que deve ser acompanhado, que é a aprovação de uma lei que legitime o processo de desmarginalização da capoeira, que foi dado início anos atrás. Neste aspecto, o Projeto de Lei da Câmara dos Deputados n° 31/2009, do deputado federal Arnaldo Faria de Sá, propõe que seja reconhecida a prática da capoeira como profissão, na sua manifestação como dança, competição ou luta. O projeto trata da profissionalização da capoeira e sua regulamentação como atividade profissional e enquanto esporte e vem sendo discutido no Congresso Nacional. Ainda estiveram presentes à sessão Edenilsa Lima, coordenadora de Relacionamento Institucional da Secretaria Executiva do Gabinete do Prefeito, Mestre Besouro, Mestre Girafa, Mestre Petuti, Contramestre Leto, Contramestre Carlos Liberdade, Professor Carlinhos e o Instrutor Daniel Ginga. fonte:http://camarademaceio.al.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário